segunda-feira, fevereiro 04, 2008

137 - o rebanho conduzido

Santa Margarida da Coutada (est. nac. 118)
26 de Janeiro de 2008

Há ovelhas e ovelhas, oliveiras e oliveiras, cabras e cabritinhos.
Existem espaços que para uns são estradas por onde se conduzem, para outras (para as ovelhas) são caminhos por onde as obrigam a caminhar...

1 Comments:

Anonymous Ana Paula Pinto said...

Ontem, vim "parar" aqui. Digo parar poque na realidade já estava parada (leia-se sentada). Apenas os meus dedos tinham movimento no teclado. Mas houve outros movimentos bem mais compelxos e intensos que os motores (já que estes apenas se resumiam a um pressionar de teclas e uma ou outra inclinação de cabeça).
Ontem, não tive oportunidade para dizer que "caminhei" por aqui. Faço-o agora.
Ninguém me obrigou, "andei" por aqui porque quis e porque gostei.
Não gosto que me obriguem a caminhar em percursos já definidos, mas...claro que o tenho que fazer (e por vezes, é bem mais cómodo que desbravar caminhos). Acho que quase todos temos que acminhar por uma ou outra estrada que nos indicam...Ainda assim, quando me apetece e o terreno o permite, desvio-me até às bermas...às vezes, as bermas são arriscada.Ocultam falésias e precipícios. Há que voltar rapidamente à segurança do caminho. Nova tentativa quando me deleito com a paisagem...e desta vez, talvez consiga alargar um pouco a vereda. Nos maiores sonhos, a utopia de traçar, eu mesma, novos caminhos.
Paula

http://alemvirtual.blogs.sapo.pt
http://outra_alma.blogs.sapo.pt

terça-feira, fevereiro 12, 2008 2:51:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

desde 2006.05.24
Site Counters