sábado, março 04, 2006

27 - A fábrica

Praia do Ribatejo (concelho: Vila Nova da Barquinha)
Maio de 2002
Uma antiga fábrica, serração.
Um local onde a seiva deixava de correr, mas, onde o sangue fervilhava nas veias dos operários.
Hoje nem seiva, nem sangue... abandono, apenas.

4 Comments:

Blogger António Almeida said...

temos de criar um grupo de arqueologia industrial...

sábado, março 04, 2006 3:12:00 da tarde  
Anonymous Maçã de Junho said...

Abandono..... Acho que para estes casos existe uma palavra mesmo boa para descrever o som que nos amarga na boca: angústia...
A palavra produção já não existe no nosso dicionário, o cheiro a vazio permanece agora no seu lugar.
Obrigado por despertares!

domingo, março 05, 2006 11:29:00 da manhã  
Blogger pedro oliveira said...

Cara maça de junho,

Efectuei este comentário:
"Quanto à estética, não gosto de fruta verde" mas não era nada contra a menina.
Estás o ver o que me arranjas, António?

Agora a sério, gostei muito do comentário e da visita, denotei uma pontinha de desânimo.
Utilizei a palavra abandono, pois, aquilo que está abandonado pode ser re-ocupado, utilizado para outras finalidades.
Parabéns por ter escolhido a cor verde, gosto, particularmente, dela.

domingo, março 05, 2006 7:04:00 da tarde  
Anonymous Maçã de Junho said...

Tens razão, eu não deveria desanimar com tanta facilidade, mas às vezes torna-se tão complicado encontrar um suporte que nos dê força para continuar, principalmente quando para sobreviver no temos de embrenhar nas tramas do sistema que tentamos derrotar... Coisas de maçã pouco madura, provavelmente com um ligeiro travo a a raio de sol!

terça-feira, março 07, 2006 10:39:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

desde 2006.05.24
Site Counters